Beauty and difficulty of motherhood / A beleza e a dificuldade de ser mãe.

Recently I read an article that Facebook banned a mother who said that she loved her child but detested to be a mother.

Without the context, the above statement is very harsh, however very easy to understand… at least to me who I am also a mother.

My whole life I dreamt of having children, having a family… I am far from saying that I regret it, on the contrary, I love my children and would die for them a million times; however I must admit it is super hard to be a mother…

It all starts with the brain washing that society makes to all of us… In any culture I know, you have these advertisements in which you see a happy family around a table having a meal where all family members are happy, smiling, having a good time…

I am not saying that we, as a family, do not have those moments, but there is a lot more than that…

When I look back, I do not remember anyone telling me that it would be very difficult, that I would cry alone when my breasts decided not to milk, that I would spend many sleepless nights with my babies crying without stop, that I would quick have to learn about everything and anything about children’s education, that I would get criticized one way or the other… And I had a lot of help… My mum was present, my mother in law as well up to an extent, my husband is super present… He is a better mum than I am, and I am not ashamed of saying that…

Recently I went to my gynecologist who asked me how my marriage was doing… She told me that the governement was researching to understand why couples which are normally happy prior to their first kids, are splitting up…

I told her that we manage the stress but sometimes I am so exausted with the stress of copping with all aspects, that you end  up taking, when you should not, on your partner….And this may be the reason for so many separations….

Society discusses and advocates motherhood, without giving the proper support… There is never enough creches, and mums end up dropping their careers; there is never enough time, and mothers end up not having time to have a proper shower…there is in a lot of cases not enough money and mothers end up not dressing properly so that another pair of shoe can be bought as the child outgrown its last pair.

I do not wish to sound negative… I would do it all again, however, for future mums, I think we collectively owe them a better discussion to the issues, better solutions to the problems… In time of internet and full information, we cannot feel and be misinformed… We must understand the frustrations and the rewards!

Talking about the rewards, they are so many… Many more that I could write on this page and my heart squeezes with the memory of my kids smiles… There is not one day that I am note grateful for the gift that is given to me… My kids…

I invite you now to tell me how you feel… Do you agree with me?

image.jpeg

 

 

Recentemente eu li um artigo que Facebook havia banido uma conta onde uma mãe havia postado que amava muito o seu filho mas que detestava ser mãe…

A citação acima soa extrema quando tirada de contexto. Entretanto, eu entendo perfeitamente a opinião dessa mãe, pois eu mesma sou mãe.

A minha vida inteira eu sonhei em ser mãe, em ter a minha própria família… Hoje que tenho, eu não me arrependo nem um pouco, pelo contrário, eu amo enormemente os meus filhos e morreria por eles 1 milhão de vezes, entretanto eu devo admitir que é muito difícil ser mãe…

Tudo começa com a lavagem cerebral que a sociedade nos faz, ao apresentar os anúncios de família doriana, todos felizes e sorridentes, aproveitando a vida…

Eu não digo que em família não há momentos assim, é claro que há, mas há muito mais que isso também….

Quando olho para atrás, eu sinceramente não me lembro de ninguém me avisando o quanto seria difícil, do quanto eu choraria sozinha frustrada porque os meus seios não davam leite o suficiente para amamentar, que eu passaria muitas e muitas noites em claro com uma criança chorando sem parar, que eu teria meio que saber institivamente como educar as crianças, que eu seria criticada de uma forma ou de outra…. E olha, que tive e tenho muita ajuda, minha mãe foi e é presente, minha sogra também na medida do limite, uma babá maravilhosa e sem vergonha de dizer um marido que é melhor mãe do que eu sou…

Recentemente em jma visita a minha ginecologista, ela me perguntou como ía o meu casamento…. Eu respondi que muito bem… Ela explicou que o governo estava fazendo uma enquete sobre as separações de casais após filhos… Aparentemente o índice é alarmante….

A sociedade estimula e advoga pela maternidade, entretanto a estrutura de apoio as mães é quase inexistente… Não há creches o suficiente e é a mãe quem sacrifica a carreira, não há tempo para fazer tudo e é a mãe quem sacrifica o tempo do banho, em muitos casos, não há dinheiro o suficiente e é a mãe quem sacrifica a roupa para que o filho tenha um tenis novo já que o pé cresceu….

Eu não pretendo passar uma idéia negativa, eu faria tudo de novo, mas para as mães que virão por aí, a sociedade deve a elas discussão das questões e resolução dos problemas… Deve a verdade de que é difícil…em tempos de internet e plena informação não pode haver meias verdades….há frustrações e muitas recompensas…

Falando de recompensas, há muitas e se fosse listar todas escreveria muitas e muitas páginas… Meu coração enche de amor quando lembro do sorriso dos meus filhos…não há um só dia que eu não agradeça a Deus pelo maior presente que ele me deu… Meus filhos….

Convido voces a me dizerem como se sentem… Acham que eu tenho razão???

 

 

 

Share:

Leave a comment

Leave a Reply