Brunch de domingo 16 – Ritz Four Seasons Hotel – Lisbon

O brunch de domingo é a minha refeição favorita da semana.

Eu adoro passar tempo a mesa, aproveitando o ritual de degustar comidinhas…

Como voces sabem, no início desse mes, nós fomos para o Ritz Four Seasons em Lisboa… e o melhor da viagem foi o brunch de domingo.

Ficamos 4 horas a mesa… Nós 4 apenas…Curtimos uns aos outros… Comemos em mode degustação, conversamos bastante e deixamos o tempo passar. É verdade que o fato do hotel oferecer um kids club ao lado da sala do brunch ajudou muito … Meus filhos iam e vinham, comiam e brincavam… quando bem entendiam… eu eu não tive que me preocupar em entretê-los…

O Ritz Hotel, agora parte do grupo 4 Seasons. Prestigious, Extraordinário e luxuoso, o hotel é o lugar perfeito para se aproveitar da hospitaliade portuguesa. Se se hospedar não for uma opção, fazer o brunch passa a ser requisito essencial quando em Lisboa.

Já começa pelo salão onde o brunch é servido, que é maravilhoso. Tem estilo arte deco português que acolhe os hóspedes de forma calorosa e acomchegante.

A comida é servida em varias mesas de estilo buffet, onde os pratos ficam espalhados pelo salão, meio que divididos em tema: Saladas, frios, queijos, pães, pratos quentes, sushi, crepes, massas e sobremesas.  Um Oasis gastronomico.

Nem preciso falar que a presença portuguesa é super forte, especialmente nos pratos quentes, onde se pode provar vários frutos do mar e bacalhau. Entre tudo, o queijo da Serra da Estrela (Montanha Portuguesa há mais ou menos duas horas de Lisboa) vale a pena ser provado.

Nós, quanto família, podemos nos denominar: gulosos… Adoramos comer! Logo, surfamos de um lado para o outro, provando um pouco de tudo. O frescor do peixe estava indescritível… O sushi derretia na boca.

Também aproveito para falar um pouco das sobremesas…Adoro quando o chef propoe mini porções, pois assim posso provar mais de uma opção… O buffet era muito rico… Alguns clássicos franceses como o creme brulée e outros clássicos portugueses como queijadinhas e pastéis de nata.

Tanto para os Lisboetas quanto para os turistas, o domingo é dia de laissez – faire… ou seja, nada fazer, então que seja em estilo… Aproveite o brunch!

XX Valentina