PAREM com a destruição de itens de luxo – Eu aprovo a proibição!

Eu não escrevo sobre política… Eu acho que há uns assuntos que são tão pessoais que quando discutidos, eles trazem mais problema do que solução…

Política é um deles… As pessoas ficam tão apaixonadas pelas suas posições que param de dialogar e só pensam em convencer o outro de que seu ponto de vista é o mais correto.

MAS… esse assunto merece ser debatido… especiamente pois tem tudo a ver com esse blog…

EU APROVO a proibição da destruição de itens de luxo.

Voce acredita que marcas como Chanel, Louis Vuitton, Hermes, Dior e outras justificam a destruição de milhões de Euros em produtos só para manter exclusividade!

Eu acho isso CAFONA e sem sentido!

O desperdício é injustificável! O planeta está sofrendo muito com a produção desenfreada de produtos nessa socidade de consumo em que vivemos… eMILHÕES DE EUROS em tecido, couro e suor vão diretamente para o Fogo.. ou seja lixo…

Não me leve a mal… Eu não sou uma fanática que ficou politicamente correta e chata que agora está advogando salvar o planeta em detrimento de crescimento econômico…

Urg… Aqui estou eu entrando ainda mais em política… melhor parar por aqui… mas

Na verdade o que estou fazendo é fazer publico um tópico que acho justo… tão justo que mesmo a Burberry reconheceu publicamente que tinha como norma essa prática e decidiu proibi-la desde o fim do ano passado…

Antes tarde do que nunca, certo?

Entretanto,  outros grupos,  como a LVMH, continuam praticando e fazendo lobby para que a lei não entre em aplicação, como previsto em 2023. Como a França é a MECA da moda… o congresso passou uma lei dando tempo a indústria para se adaptar e ajustar… Depois de 2023, todos os items não vendidos devem ser retornados para a indústria para serem re-utilizados e reciclados… com a devida proteção da propriedade intelectual para que assim não caia nas mãos dos falsificadores.

Sério??? Falsificadores movem milhões de dólares todos os anos… Eles não compram itens não vendidos… Eles compram no primeiro dia de lançamento nas boutiques mais chiques do mundo e copiam tudo em um piscar de olhos… logo, o argumento é tão falso quanto o comprado no Paraguai…

Eu não sou expert em venda a varejo de itens de luxo mas aprendi no curso básico de economia que  menos oferta é inversamente proporcional a alta demanda… logo… a solução me parece simples… que se produza menos… e isso me leva de volta a um artigo meu escrito recentemente…

Marcas de luxo … Fast, Furious e descartável

Algo a se pensar, não?

Até logo…

x Valentina